Cuidado de si e cocriação da realidade

20121126-153907.jpg

A solidão é o caminho que o destino escolheu para que cada pessoa se encontre consigo mesma. Hermann Hesse

O viver convoca o cuidado de si e uma dedicação permanente à escuta interior, pois isso fortalece uma boa conexão com o guia interior – quem nos inspira recursos e pistas para a realização do propósito que nos cabe desenvolver nesta Casa Comum.
Todos nós fazemos parte de um grande conjunto no qual cada ser humano dá o que pode e está sujeito a receber o que precisa.
Mas quando nos sentimos vazios, poderíamos nos perguntar: “Presto atenção a mim?” Sou indiferente as minhas necessidades e/ou aos demais?” “Dou o suficiente?”Querer a maturidade e, portanto, a autonomia, pressupõe parar de esperar que outra pessoa torne nossa vida mais fecunda ou satisfatória, pois apenas cada um de nós pode criar, para si mesmo, uma realidade criativa e com significado.
Quando nos cuidamos e valorizamos uma percepção consciente sobre a própria história (sombra-e-luz), naturalmente aderimos à “mistura” do poder criativo do pensamento, da intuição e da inspiração divina.
Consequentemente, temos mais chance de gerir a questão do vazio, sair do isolamento (ou de uma postura autocentrada) e mover-se em direção à conexão e união com toda vida, liberando a magia de nosso potencial, que nos põe disponível às partilhas (ricas e saudáveis) advindas dos encontros…
Parece um paradoxo, mas “funciona” na prática: ao cuidar de nossa individualidade, o que promove o autoamor, passamos a estabelecer contatos centrados no coração, porque dirigidos pela livre expressão do eu.
Como efeito, independentemente da competição por recursos (inclusive emocionais) ou por espaço, tornamo-nos capazes de compartilhar nossas riquezas e ao mesmo tempo receber a preciosidade do que os outros têm a nos oferecer.
Quando assumimos a tarefa do cuidado de si, portanto, rompemos a ilusão da separação e passamos a vivenciar um estado de união com a vida, o que fortalece a aceitação de nosso papel como cocriadores de nosso mundo – e certamente de um mundo mais harmonioso.

Saudações e carinhos!
Eugênia Pickina

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: