Matthieu Ricard e caminhos para o contentamento

20120622-141752.jpg

Matthieu Ricard é um monge budista francês, fotógrafo e autor renomado.
Ele nasceu em 1946, na Saboia (França) e foi apelidado o “homem mais feliz do mundo” pelos media depois de ser voluntário para um estudo realizado na Universidade de Wisconsin-Madison sobre a felicidade, posicionando-se significativamente acima da média obtida após os testes de centenas de outros voluntários.
O seu pai, Jean-François Revel, foi um reverenciado filósofo e membro da Academia Francesa. A sua mãe, Yahne Le Toumelin, é uma pintora.
Matthieu Ricard cresceu no ambiente das ideias e personalidades dos círculos intelectuais de Paris. Estudou música clássica, ornitologia e fotografia. Fez seu doutorado em genética celular no Instituto Pasteur, sob a orientação do laureado com Nobel, François Jacob. Após ter completado a sua tese, em 1972, Matthieu Ricard abandonou a sua carreira científica para se dedicar aos estudos do Budismo Tibetano.Matthieu Ricard vive no Himalaia desde 1972 e é monge budista no mosteiro de Shechen no Nepal há quarenta anos. Desde 1989 acompanha Sua Santidade o Dalai Lama nas suas deslocações a França como seu tradutor pessoal.
Foi-lhe atribuída, pelo presidente François Mitterrand, a Ordem Nacional de Mérito Francesa pelo seu envolvimento e os seus esforços para preservar as culturas dos Himalaias. Matthieu Ricard, um autor “best-seller”, cedeu todos os seus direitos autorais em benefício dos seus projetos humanitários no Tibete, Nepal e Índia, que incluem a manutenção e construção de clínicas, escolas e orfanatos na região: http://www.karuna-shechen.org
Já editou e traduziu inúmeros livros sobre Budismo Tibetano e tem sido elogiado pelo seu conhecimento da religião e cultura tibetanas.
Destacado membro do Mind and Life Institute, Matthieu Ricard colabora com a integração entre cientistas, estudiosos budistas e praticantes de meditação. As suas contribuições foram publicadas em “Destructive Emotions” (editada por Daniel Goleman) e noutros livros de ensaios.
O diálogo com seu pai, Jean-François Revel, em “O Monge e o Filósofo“, foi um best-seller na Europa (e traduzido para 21 idiomas), e “The Quantum and the Lotus“, em co-autoria com Trinh Xuan Thuan, refletem o seu interesse de longa data pela ciência e o Budismo.
Deixamos, aqui, a sugestão de dois de seus livros:

A Arte de Meditar – um guia prático para os primeiros passos na meditação. Editora Globo, 2009.
Sinopse: Partindo do princípio de que toda pessoa carrega em si o potencial para libertar a mente do sofrimento e da ignorância, bem como para promover o bem-estar próprio e de outros, Matthieu Ricard escreveu este livro, um guia para os primeiros passos na meditação.

Felicidade – a prática do bem-estar. Editora Palas Athena, 2007.
Sinopse: Matthieu Ricard explica, passo a passo, como nossas sociedades ocidentais em geral encaram as emoções negativas,que geram tanto mal-estar – ódio, raiva, inveja, ciúme – e de que forma treinar a mente para neutralizá-las. Melhor ainda, de que forma praticar a meditação e a postura mental para sentir amor por todos em volta e um contentamento sereno permeando todos os momentos da vida. A proposta, basicamente, é a de que a mente pode ser treinada.

Para saber mais, consulte: http://www.matthieuricard.org/en/

Boa leitura!
Namastê.
Eugênia Pickina

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: